Adaptar-se

Adaptar-se. Acho que esse é o maior pedido da vida; e convenhamos, também o mais difícil de se fazer. Pessoas novas, lugares novos, rotinas e mentes diferentes. E eu? Fico confusa, irritada, perdida e amando tudo isso. É bom conviver com o que foge ao nosso pensamento, abre a mente e nos faz bem.  Claro, é complicado. Complicadíssimo. Pelo menos pra mim. Mas é como conhecer uma cidade nova, você tem que seguir um rota, a vida é assim também. Só que o mapa, dessa vez, é interno.

Coração é intuição também, segue que quer. Eu sempre segui, não que tenha dado certo todas as vezes, mas viver de acordo com que se sente dá leveza a alma. Mesmo que quem está ao nosso redor pense que somos inconsequentes e infantis. Quem sente de verdade, sabe quem sente também. Se preocupe apenas com isso, com quem tem sensibilidade o suficiente para entrar na mesma sintonia que você, o resto é resto.

Lá vou criando teorias e comparações.

Sabe, quando a gente sente que tá na hora de viver algo novo, as expectativas e atitudes são outras, mas o momento é o mesmo. Ai que entra a tal da adaptação, se eu souber conciliar minhas vontades com a minha rotina, tudo se encaixa. Simples assim. Ok, nem tão simples assim. Na teoria tudo é fácil e bom, lembram? A prática que destrói o plano perfeito e feliz. Snif! Viver de acordo com o que se quer ou sente, não faz sentido. Faz sentir.

E mesmo que nada disso dê certo, que seja só perda de tempo, de paz e umas descrenças a mais na vida, eu tenho fé. Juro, tenho fé em mim, tenho fé em você e tenho fé na vida. Isso não tem nada haver com religião, fé é apenas alma confortada e mente tranquila. E por mais que os momentos não sejam dos melhores, eu digo e repito: Tenho fé, vou me virar e tudo  vai dar certo!

 

Anúncios

Nova categoria: 5 páginas legais no Facebook

                              4blog

Caixa filosofal: Quando achei essa página, fiquei super apaixonada. São várias mensagens de  incentivo, conselhos e filosofias. Fiquei um bom tempo lendo cada frase, analisando, compreendendo e melhorando, vale muito a pena visitar!


Indiretas do bem: Fofura pura! Frases de carinho que ilustram momentos vividos entre amigos e outras pessoas.  Sabe quando você lê algo e instantaneamente pensa em alguém?  Então.

Lembranças dos anos Incríveis: O nome já diz tudo! Não sou dessa época, mas quem não ama tudo dessa fase?

Elas por eles: Que tal ouvir a opinião deles sobre nós? Sendo tudo levado com humor, é super divertido.

Menos hipocrisia e mais…  Menos hipocrisia e mais amor, eu quero e você?

 

Decoração: A procura do quarto perfeito

Sou apaixonada por decoração e  afins, sempre fico procurando quartos, salas e jardins diferentes, acho que quando eu tiver a minha casa, vai ser toda misturada, meio rústica, meio moderninha, sei lá, mas enfim, trouxe algumas fotos aqui pra vocês se inspirarem:

E ai, curtiram?

Playlist para lembrar e relembrar

Sabe aquelas músicas que por algum motivo que até nós mesmos as vezes desconhecemos, mexem com a gente? Então, tenho várias dessas (que não são todas tristes) e resolvi compartilhar com vocês!  Minha playlist mais linda do mundo <3

 

Acho que são só essas, rs. E aí, qual é a música que mexe com vocês? Contem nos comentários.

Primeiro dia de aula

 Só de pensar nisso fico nervosa. Ter que entrar em uma escola nova, com pessoas novas e regras diferentes me soa assustador (e não é drama). Quando troquei de escola (Há dois anos atrás) foi terrível também. Queria sumir, me enfiar em um buraco e só sair de lá quando o sinal pra ir embora já tivesse tocado. Lembro que tremia bastante e nem sabia como faria amigos naquela escola super diferente da minha. Mas fiz e junto com eles, mudei bastante. O pessoal tinha pensamentos parecidos com os meus em alguns aspectos, mas em outros eram totalmente diferentes. Fui me adaptando aos poucos, mas não me encaixei com quase ninguém. Dos poucos que realmente chamei de amigo, alguns até vão pra outra escola junto comigo.  Boa notícia: O primeiro dia não será tão solitário assim.  Má notícia: Chegar em um lugar novo com turminha formada meio que impede de fazer novos amigos. Mas como nada é totalmente ruim, te protege daquelas pessoas que não valem apena ter como recordação do primeiro dia.

Mas sabe, encarar mundos diferentes faz parte do nosso crescimento, é bom conhecer pessoas, realidades e pensamentos diferentes dos nossos, é a mesma coisa que fazer uma viagem: expande os horizontes. Principalmente quando temos a oportunidade de conhecer aquelas pessoas que sem querer nos fazem melhores. Aprendi bastante sobre pessoas e suas diferenças no último ano (e não sei até onde isso é bom). Sabe por que? Porque generalizamos tudo. É um preconceito com comportamento.

Meu dia foi melhor do que eu esperava, confesso. As pessoas são muito diferentes. Não ligam para nada, não te olham como se fosse a plateia e você o palhaço, simplesmente ignoram. Não sei até que ponto isso é bom.

Minha sala tem poucas pessoas e eu amo ouvir os professores pronunciarem: Primeiro ano de administração, parece faculdade e tira aquela coisa infantil de oitava série. Tive a sorte de ter a minha melhor amiga por perto e o azar de morar em cidade pequena. Mas sabe, foi bom, foi divertido e pela primeira vez eu me sinto livre em um lugar com muitas pessoas, isso é bom. Agora só falta customizar meu caderno, comprar uniforme e sou uma estudante de administração completa!

Onde comprar os acessórios mais fofos do mundo!


PicMonkey Collage32

A detalhe azul é uma loja virtual super fofa, daquelas que encontramos desde as coisas mais moderninhas até aquelas com uma pegada vintage. Eu acompanho o site faz dois meses e cada visita me surpreendo mais ainda. E o bom da loja, é que tem sempre a participação dos compradores por meio do facebook, por exemplo: Uma peça não está mais disponível no site, o que a dona faz? Posta uma foto e pergunta se querem a peça de volta ou não, ou seja, quem compra também opina. E não sei vocês, mas eu me sinto bem mais segura quando vejo contato direto com o público, tirando que ela também ama animais, nhoin <3 Quem olhar a fan page da loja vai ver gatinhos super fofos (e suas histórias emocionantes) e peças lindas, não tem como não amar. Então só como amostrinha, separei as coisas que eu mais amei:

PicMonkey Collage4PicMonkey Collage23 E aí, gostaram? Me contem nos comentários!

O ponto de partida e o de chegada são os mesmos

 

O que eu quero dizer com isso? Que o início e fim são quase sempre iguais, o que importa é o meio. Sabe quando alguém diz: ”Deu várias e voltas e voltou ao mesmo lugar” não quer dizer que a pessoa continua a mesma, significa que temos raízes e desejo de mudanças. A pessoa em questão provavelmente voltou ao mesmo lugar não sendo a mesma pessoa. É isso que faz a diferença. Quem você se tornou depois de tantas voltas?

Uma versão de si mesmo com mais histórias pra contar, mais experiências e com certeza, mais maturidade. Ninguém piora, melhora ou na pior hipótese continua a mesma coisa. O problema é quando avaliamos isso por dinheiro ou até por beleza, coisas perecíveis. Claro, fico feliz quando vejo alguém que não se sentia bem com o seu corpo que nos seus limites se tornou bonita fisicamente. Fisicamente. Porque o que a gente é não tem nada haver com dinheiro e beleza, já vi pessoas abrirem mão do dinheiro e finalmente serem felizes. Claro, não foram infelizes a vida toda, mas a felicidade mesmo, aquela que conforta a alma (por incrível que pareça) vem de dentro, vem da sensação de ter feito o bem, de ter dado o seu melhor.

Voltando ao assunto, o que eu quero explicar é que essa coisa de voltar para o mesmo lugar é absolutamente normal (e em alguns casos, ato de extrema coragem.) Não vejam isso como regresso, perda de tempo ou algo do tipo. Você sai de casa de manha para cumprir as suas obrigações lá fora, mas sempre volta pra casa a noite. As vezes com uma historia boa, as vezes apenas com uma história. É mais ou menos isso.

Sapatos e Fliperama

017pppuc 007pic 010 016pivc] 009

Sábado meu primo me convidou pra ir no shopping passear, se divertir um pouco. Como eu moro em uma cidade pequena e não tem população suficiente pra ater um shopping, toda vez que venho fico super empolgada com as novidades. Jogamos, fiz ele olhar sapatos junto comigo (muito amor, rs) andamos pelo shopping, que por um milagre da natureza estava vazio e até encontramos uma prima e sua linda filha ruiva. Bom, tiramos poucas fotos e eu separei as que eu mais gostei. Essas fotos não foram tiradas com a minha câmera e sim com uma câmera compacta ( por isso a qualidade mais baixa). Mas de qualquer forma super gostei das fotos, sendo essas as primeiras fotos minhas aqui no blog <3

Beijos, até!

Poderia ter sido amor

 

tumblr_low8wwX8BJ1r08s26o1_500

Poderia ter sido amor, amor dos bons, companheirismo ou por não ter bons motivos, apenas uma boa amizade. E foi o que? Descaso disfarçado de carinho. Ah, se soubessem como eu odeio isso não ficariam dizendo que tenho sorte.  Não tenho sorte por ter alguém que gosta de mim de vez em quando, sei lá qual é o conceito de sorte de vocês. As vezes tenho absoluta certeza que essas pessoas que não tem certeza de nada amam se atravessar na minha vida, bem que elas poderiam ficar longe, bem longe. Agradeço desde já.

Sabe, sentir que alguém só vai estar em algum lugar se tiver algo a mais que você é uma das piores sensações. Dá vontade de sumir, evaporar e desiludir de uma vez por todas que a saudade vai apertar. Não vai, agora sabemos que o celular pode até tocar, mas não vai ser ele. Mensagem da operadora ou a amiga convidando para dar uma volta. Afinal, por que ele ligaria? Ah, por favor, desacreditem que eles ligam só pra matar a saudade. Não ligam, saudade pode muito bem ser preenchida por amigos, bebidas e saias curtas. Quanto mais cedo você aprender isso, melhor. Mas não generalize minhas amargas palavras, só peço para não esperar demais, para não deixar suas coisas de lado e não viver em função de se fazer presente.

Por experiência própria, não vale de nada. É só…sei lá, mágoas a mais. E é ruim demais quando isso acontece, quero dizer, quando mágoas são acumuladas e viram motivo pra desistir do possível amor da sua vida.  Que babaquice. Quem desiste? A gente vai até onde pode, onde dá. Tenta uma, duas, três, quatro e quantas mil vezes forem necessárias. As vezes em vão, as vezes por amor, loucura ou paixão. Acho que tudo acaba na mesma coisa e tem o mesmo efeito. Não sei, só quero tentar, ops, amar. 

Quando o padrão de beleza interfere na saúde

Esses dias li uma matéria que me deixou preocupada. Falava sobre as mulheres pirulito, famosas com peso normal que eram consideradas gordas pela mídia. O antes e depois delas é deprimente, é impossível que achem bonito ver pessoas definhando para se encaixarem no padrão de “beleza”. Mas não exatamente isso que me chamou a atenção, e sim o fato de que muitas meninas seguem esse infeliz padrão. O número de meninas com bulimia e anorexia é muito alto, mas ninguém divulga. Por que? Porque é contra o padrão. Na maioria das vezes não tem pressão nenhuma em cima delas como nas famosas, mas só por verem que elas super magras, querem ser também. Com certeza vocês já ouviram falar que a câmera aumenta as pessoas, ou seja, essas meninas que parecem ter um corpo bonito, rosto desenhado e tudo mais, na vida real são extremamente magras.

Outra coisa que tenho notado também, é que quando a mulher é sarada, usa vestidos curtos (mesmo que seja na medida certa), sai a noite  e tal, é considerada uma qualquer. Por quê por quê? Por que ser magrinha e só querer ficar em casa é bonito, é fofo. Porque o padrão é assim. A maioria das famosas são assim. Então meninas normais que não nem a metade do auxílio e recurso que elas tem, queremos ser iguais. Aí chega a parte importante: A saúde. Parar de comer, malhar compulsivamente, tomar remédios para emagrecer e viver fissuradas só nas calorias e naquele númerozinho na balança.  Já tive essas paranoias também, confesso. Não deu muito certo, meu esteriótipo é de mulher brasileira e minha preguiça é maior que a vontade de fazer dieta.

Não entrem nessa não, não vale a pena, conheço uma moça que era linda, tinha um corpo escultural, mas se achava gorda e começou a tomar remédios para emagrecer que afetaram seu sistema nervoso e hoje ela quase nem anda, não consegue abrir os olhos direito, não fala muito bem também. Tá passando por maus bocados em nome da magreza.

Então fica a dica, não entrem na onda de quem vive em função disso, se for o caso faça uma dieta com uma nutricionista, cuide de si mesma e aceite seu corpo como ele é, vai por mim, é o melhor caminho.